Órfãos do SVC

  • 27 de fevereiro, 2014
  • Categoria: Notas

Pessoal, se vocês estão tristes devido ao fim do SinalVermelhoCuritiba.COM, uma nova esperança se acende. Alguns ex-colaboradores criaram o canal Órfãos do SVC no YouTube (sem nenhuma relação com o SVC original, ok?).

Fica a dica: http://www.youtube.com/orfaosdosvc

Órfãos do SVC!

Comente/ Veja os comentários Quer mais Sinal Vermelho? Visite o índice geral

SVC – The End

ATENÇÃO OFENDIDOS: não, nosso “canal YouTube” não foi cancelado (clique e veja) – nem o Canal Vimeo. Nosso Facebook não foi denunciado e nós não fomos processados. Como vocês dificilmente leem mais de uma linha, essa frase inicial foi em sua homenagem

Agora, se vocês têm inteligência suficiente para ler um texto, logo abaixo do vídeo entenderão os motivos pelos quais o SinalVermelhoCuritiba.COM orgulhosamente está encerrando suas atividades.

Pois é, caros amigos… ficamos 3 anos e meio no ar. Durante esse período, o mestre idealizador do blog, John Red, percorreu um árduo caminho que passou da completa ofensa e revolta da “nobre” população curitiboca, mais tarde pequenos gestos minoritários de reconhecimento do trabalho prestado até que chegou a um estágio de grande admiração e envolvimento de uma sociedade cansada de navalhas e idiotas, buscando por uma solução para os problemas de trânsito não somente de Curitiba mas também do Brasil.

Durante todo esse tempo, John Red dedicou entre 8 a 12 horas semanais (quando não mais) para manter o projeto. Foram horas dedicadas à separação de vídeos, edição de pelo menos um longa na semana, monitoramento da atividade do blog, resposta a comentários, organização e publicação de vídeos e posts seus e dos colaboradores. Como John nunca foi um desocupado (embora alguns ofendidos queiram achar isso), obviamente essas horas vinham em sacrifício a uma maior dedicação ao seu trabalho ou à sua vida pessoal.

E falando em colaboradores, que grandes amigos fizemos durante esse período! Jamais poderemos deixar de reconhecer Cecílio, o gaúcho que ajudou a ampliar o blog a novos horizontes e fundou toda uma escola de rebaixadores de carros ofendidos, deixando John focar a briga com os caminhoneiros que carregam nosso Brasil nas costas durante suas viagens pela BR-116, a saudosa “Régis Bittencourt“. Não tem preço!

Sergionf foi quem permitiu que o Facebook do SVC crescesse de verdade, com muitas publicações diárias, conversando com a galera participativa e dando um show de gestão. Enquanto isso, Awaked foi nosso fiel escudeiro, protegendo uma retaguarda de  honra ao responder quase todo comentário dos ofendidos e ignorantes de plantão (e como temos disso em nosso belo país). SVBrasília, nunca te esqueceremos, você foi por muito tempo a primeira linha de defesa contra ofendidos, até que se aposentou. Lucas1600 sempre revisou os principais vídeos de John, evitando que algumas gafes fossem ao ar. Enfim, um belo time!

Jamais esqueceremos também nossos antigos colaboradores aposentados como CWB Spotter (deixou saudades), Fiscal do Fracasso (rei da arte da ofensa) e Piloto Gentil (ser inusitado das profundezas), talvez com risco de esquecer muitos outros. Suas breves passagens também marcaram: Black Camaro From Hell (quem esquece?) e Chapeiro do Tatuapé (meu Deus!).

E a nova leva de colaboradores do passado recente? Turminha animada, temos aí:

  • Kast8: agressividade e adrenalina na medida certa para brigar com donos de FIAT e outras raças inferiores
  • Top Gear CWB: sua “formação Delta” jamais será esquecida
  • Colono Terrorista: nosso “cururu oficial”, rei da criavidade do bom humor!
  • Gustavo.Nascimento: brilhou pouco mas forte, tchê!
  • Yoshi NG: nosso “correspondente internacional”, ensinou civilidade aos tupiniquins (ou tentou, pelo menos)
  • Bus Driver: será que ele dirige ônibus, afinal? No carro, é bastante nervosinho!
  • VRacer CWB: essa menina produziu alguns dos vídeos mais caprichosos do SVC. Tem talento!
  • Road Rage: mistura de radialista com motoboy e piloto de fuga – ainda não o conhecemos completamente!
  • Iacobus: garoto ingênuo da João Bettega – especial implicância com… todos!
  • Dash: ainda não sabemos qual é a dele, mas o cara dá boas risadas
  • Heisenberg: agressivo e temperamental, não teve saco nem de produzir seu terceiro vídeo!

Isso pra não falar de muitos outros que participaram mais dos comentários, tais como: JP, Gustavo (“poeta da barbeiragem”), RedAlert, Suricata, EDBG1979, Pânico no Trânsito e Gabera. Em uma linha recente de excelentes comentaristas, jamais deixaresmos de citar o lendário Testemunha do Fracasso (“escritor de livros”) e nosso uruguaio/brasiguaio/paraguaio falsificado favorito, o cet.uy.

OK, MAS POR QUE ESTÁ ACABANDO, AFINAL?

Então vamos às explicações, de fato. Como já foi mencionado, somente John Red gasta de 8 a 12 horas semanais para manter o projeto, isso que conta com a ajuda de Sergionf e Awaked que investem mais não sei quantas horas gerenciando os canais. E, apesar da repercussão do blog, há um sentimento geral de estarmos fazendo “mais do mesmo“.

O SVC já provou seu ponto de vista: atingimos o objetivo de mostrar que Curitiba tem os piores motoristas do mundo e que o brasileiro de forma geral é um baita filho da puta no volante.

Se considerarmos o trabalho de John, ele já fez, só para exemplificar, 8 vídeos no tema Curitibanos Lerdos e 37 vídeos somente sobre Imbecis nas Estradas. Com mais de 3.000 flagras separados, ele poderia facilmente produzir a série de estradas até o vídeo número 100! Se hoje John parasse de filmar, seu material arquivado e classificado daria para mais 2 anos de blog, mas… há sentido nisso? Temos a nítida sensação de que a missão foi cumprida!

Claro, há material inédito… algumas das produções sobre temas inusitados que John estava para lançar, com material já selecionado, seriam, por curiosidade:

  • Araucária: um mar de colonagem
  • Colombo: um vídeo para ofender toda a bandidagem
  • Catapulta de Barbeiros: flagras do Carrefour do Ecoville
  • Celular: aqueles FDP que fazem barbeiragem enquanto dirigem ao celular
  • Chicanes Ambulantes: bem mais que lerdos, são tão lentos que te obrigam a desviar rapidamente
  • Faixa: malditos que param no sinal em cima da faixa
  • Fechando a Porta: idiotas que defendem posição como se estivessem na F1
  • Fila: preferem sempre a fila com mais carros no sinal
  • Fim da Silva: a clássica curva da Silva com Mariano Torres, exigida pelos fãs desde o início do blog
  • Luz Apagada: sim, os manetas que andam à noite sem farol
  • Luz Queimada: barbeiros no estilo do vídeo de Heisenberg
  • Obras e Erros de Sinalização: a pedidos
  • : idiotas que dão a ré no meio de avenidas movimentadas
  • Tangência: aqueles cretinos que fecham a curva e quase batem em você que está parado na preferencial
  • Xuning: para ofender muito vileiro
  • Pau Velho: para ofender de morte até a última geração dessa galera que se ofende se você fala mal dos fuscas e seus outros carros velhos que eles acham um tesão mas na verdade atrapalham o trânsito e deveriam ir pro ferro velho.

Enfim, fora esses temas, John ainda tem muito material sobre todos os outros temas já tratados, para fazer inúmeras sequências. Mas o ponto que queríamos provar, essencialmente, já foi demonstrado.

E tem também a parte cansativa do blog, que garanto a vocês, nenhum dos colaboradores aguenta mais, ninguém tem paciência para responder, por exemplo:

  • O 2392º rebaixador de carro que vai comentar alguma favelagem sobre estilo e o fato empírico de carros rebaixados não serem responsáveis por acidentes (na visão deles);
  • O 4721º caminhoneiro cururu que vai falar que eles carregam o Brasil nas costas, trazem sua roupa, seu carro, tudo que você usa, inclusive pagam as suas contas. Isso de baixo de um linguajar que beira o analfabetismo, em uma clássica demonstração da frase “fugi da escola e a estrada é a minha vida“;
  • O paraquedista que, após 3,5 anos descobriu o blog agora. Ele vai alertar sobre o perigo do que estamos fazendo, sobre o fato de que se continuarmos assim vamos nos acidentar e morrer logo, que vamos ter um ataque cardíaco e morrer de estresse, entre outras “verdades” que pertencem a ele, do alto da sabedoria de quem levou mais de 3 anos para descobrir nosso trabalho;
  • O aferidor de métricas que possui tecnologia avançada de radar de monitor e cálculos de frame rate capazes de detectar com precisão a velocidade dos colaboradores do blog, desmascarando assim todo nosso discurso contra os barbeiros e invalidando portanto, todo o nosso trabalho
  • O estabelecedor de relações, ser inteligente, normalmente caminhoneiro, que deixa claro seu discurso: “você já dirigiu um (caminhão, moto, táxi, etc) para poder julgar? Bla bla bla” – esse tipo de pessoa poderia muito bem calar a boca e nunca mais reclamar dos políticos, afinal, ele já foi deputado, vereador ou Presidente da República para poder julgar o trabalho dos nosssos governantes?
  • O ofendido que descarrega 30 comentários xingando a tudo e a todos de forma chula e tosca, somente para que possamos apagar todos os comentários facilmente antes de aparecerem no blog.
  • O “jênio” que pensa que todos os colaboradores são a mesma pessoa, quer xingar um e deixa comentário no vídeo de outro, totalmente deslocado do contexto a que se refere.

Enfim, poderíamos passar um bom tempo enumerando personagens com os quais temos que lidar no dia a dia, porém, SIMPLESMENTE NINGUÉM AGUENTA MAIS ESSES FILHOS DA PUTA.

A INVOLUÇÃO DO BRASIL RUMO À INTOLERÂNCIA

Outro ponto muito discutido entre os colaboradores do blog é “o que está mudando com nosso projeto?“. Sem dúvida, todos nós já percebemos, em Curitiba, que há mais pessoas dirigindo de forma ágil. Muitas vezes é surpreendente perceber que há motoristas realmente preocupados em manter o fluxo e colaborar para um trânsito melhor. É inevitável imaginar que boa parte deles se inspirou nas lições retratadas no SVC, pois recebemos inúmeros depoimentos de pessoas que mudaram seu jeito de dirigir ou ainda, estão tirando carteira e já sabem o que “não fazer“.

Porém, a grande base de barbeiros que compõe o grosso da população motorizada não assiste aos vídeos do blog e, quando assiste, nega a realidade. Por isso, continuamos a ver, todos os dias, pessoas furando o sinal, desrespeitando conversões obrigatórias, dirigindo devagar, bloqueando cruzamentos, não usando seta, não dando a vez e produzindo toda sorte de barbeiragens que só fodem, literalmente, com nosso dia a dia. Tal comportamente reflete, em boa parte, como o brasileiro encara seus direitos e deveres cívicos, sempre tentando tirar vantagem individual em demérito do coletivo.

E as barbeiragens não se resumem aos veículos automotores… vemos ciclistas sendo desrespeitados e também desrespeitando carros e até pedestres. Vemos pedestres desrespeitando e desafiando veículos. É um “foda-se” geral.

É por isso que todos os dias continuam a chegar notícias horríveis que nos chocam. Sempre temos um bêbado de plantão pronto a fazer cagada e dizimar famílias. Há um cururu assassino e drogado de prontidão em cada canto desse país, pronto a causar um acidente monstruoso com inúmeras vítimas e interrupção das estradas. Os taxistas não vão dirigir melhor porque simplesmente não querem e estão pouco ligando para os outros. Os motoboys vão continuar morrendo às dúzias. Os motoristas de ônibus vão continuar cometento absurdos mesmo sendo pagos com nosso dinheiro.

Enquanto isso, as autoridades não vão fazer nada. O brasileiro só funciona se for intensamente monitorado, policiado, interrompido, punido. Quando as leis não são aplicadas, ficamos à mercê da sorte em uma selva em que vale a lei do mais forte. O melhor exemplo disso é sair do centro de Curitiba e dirigir em direção à periferia… Boqueirão, Xaxim… pra não falar da RMC como Colombo, Pinhais, Piraquara… quando mais longe, pior é a educação, mais grosseiras são as barbeiragens e mais carros circulam em condições deploráveis e ilegais. Em São Paulo, pode-se fazer a experiência rumando a qualquer região do ABC… é a mesma coisa.

Soma-se a isso o fato de que o Brasil ruma à intolerância de uma forma que não vemos em países evoluídos. As pessoas estão cada vez mais intolerantes com relação às outras e com relação à liberdade de expressão. O caso do humorista Fabio Porchat, ameaçado por policiais por ter produzido um vídeo de humor, é emblemático. Leiam no link a manifestação de um policial ignorante e intolerante que aceita críticas a Deus, à religião, aos políticos e aos inúmeros temas já retratados pelo Porta dos Fundos, mas não aceita em hipótese alguma que tire sarro da sua categoria, por sinal intensamente contaminada com a corrupção.

Você já leu comentários muito parecidos aqui no blog. Coincidência?

Claro que não, ofendidos são pessoas burras. Senso de humor e espírito de autocrítica são características de pessoas inteligentes que sabem encarar a diversidade de opiniões e se aperfeiçoar com isso. Se todo mundo for se ofender com tudo, não poderemos mais manifestar opinião contrária a absolutamente nada. E tem sido assim nos grupos que se formam nas rede sociais. Massas intolerantes de rebaixadores e caminhoneiros apenas para citar dois exemplos de maior repercussão em nossos vídeos. Esse tipo de coisa enche o saco.

O povo brasileiro está cada vez mais intolerante e desrespeitoso com relação aos direitos individuais e coletivos. Vivemos em uma época em que celebridades são axincalhadas em público caso qualquer opinião emitida vá de encontro ao que pensa um grupo organizado. E há grupos para tudo: de times de futebol a religião a ligas de adoradores de iô-iô.

Esses mesmos grupos saem à rua para protestar contra não se sabe bem o quê, e em meio a protestos legítimos, viram bandidos piores do que aqueles que criticam, depredando, destruindo e matando. Isso torna o Brasil ainda mais inóspito ao investimento estrangeiro e ao turismo. Portanto, nosso país tem enfrentado uma espiral de decadência geral, que vai dos políticos corruptos à população ignorante que não quer aprender. E quando as autoridades não exercem o seu poder, o povo se vê no direito de agir como justiceiros, como temos presenciado. Isso é civilização?

De certa forma, o que fizemos esse tempo todo foi agir como justiceiros, mas sem machucar ninguém. Justamente porque as autoridades não punem os motoristas idiotas que assolam nosso país. Mas temos que deixar claro uma coisa… esse papel não deveria ser nosso. Não deveríamos ter que fiscalizar com câmeras o que deveria estar sendo coibido pela autoridade policial.

Em meio a tudo isso, nós colaboradores temos, para resumir, um sentimento de que no fundo não há como mudar esse país. Nos divertimos muito nesses mais de três anos, mas os ignorantes são maioria, o trânsito vai continuar uma merda, os caminhoneiros vão continuar se drogando e os rebaixadores vão continuar achando que cortar mola é mais importante que ser alguém na vida.

BRASIL: ame-o ou deixe-o, mas mudar jamais.

Boa sorte para você, Brasil dos ignorantes, mas nós aqui enchemos o saco e já cumprimos nossa missão.

Lamentamos a todos que realmente apreciam o nosso trabalho. Agradecemos a todos os fãs que colaboraram, durante todo esse tempo, através de comentários, envio de material, divulgação e manifestações de apoio.

Nosso intenso acervo de vídeos, artigos e comentários não foi apagado. Ele continua ativo, quem sabe um dia possamos tomar a decisão de republicá-lo.

Enquanto isso, para deixar um fio de esperança no ar, podemos adiantar que alguns colaboradores têm manifestado vontade de iniciar um novo canal para continuar denunciando alguns absurdos… noticiaremos aqui caso isso realmente ocorra!

Independente do blog, nós continuamos filmando e registrando! Cuidado, barbeiros!

Bom trânsito a todos e… Sinal Vermelho, Brasil!

Comente/ Veja os comentários Quer mais Sinal Vermelho? Visite o índice geral